O Livro das Tó Sin

IMG_0940

 

Do Prefácio

 

Por volta dos 40 anos de idade, al-Halaje começou a pregar directamente às multidões sobre questões relacionadas com os princípios espirituais, o que terá causado desagrado entre alguns Sufi, que consideravam que o debate sobre determinados assuntos de teor místico não deveria ser tornado público. Num dos transes extáticos que o caracterizaram e que marcaram indelevelmente a vida deste mártir, al-Halaje proferiu ‘Eu Sou a Verdade’ (أنا الحق), o que equivaleria a afirmar que era Deus, (‘A Verdade’, حقّ é um dos 99 nomes de Deus segundo o Islão), algo que foi considerado como heresia tanto pelos xiitas como pelos sunitas no seu tempo. Tendo viajado por diversas regiões, chegando mesmo até à fronteira da China, regressa a Bagdade onde, em 912, é aprisionado e acusado de heresia, processo que se arrasta durante 11 anos, com apoios variáveis, mas que culmina com a sua execução em Março de 922.

 

 

Mais uma tiragem manual limitada a 93 exemplares, impressa a laser, com capa linogravada e encadernação japonesa de quatro pontos. Duas versões, em papel cor de areia e verde.

 

 

 

cat OTKL009

Anúncios