Um postal da Lua

Gosto de cartografia, e muito da imaginária.

A jogar um jogo, descobri que podia recolher informação geográfica dos corpos celestes existentes no modelo; executei diversas missões de exploração espacial num universo binário e recolhida uma quantidade absurda de dados em CSV, tratei de os tornar imagens.

Usei diversas ferramentas para a realização deste postal da Lua em particular (que se chama Mun no jogo Kerbal Space Program) como o Maxima, Quick Grid, Gnuplot, Blender e Terragen.

Os mundos que existem e os mundos que não existem; ambos são mensuráveis aparentemente, passíveis de ser representados e aferidos, sendo por isso relativamente reais.

 

As aparências são uma amostra do invisível

Anaxágoras

 

Anúncios